Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

O que é o Benchmarking

Por Carlos Ascensão
Benchmarking surgiu como resposta a uma carência de informação e vontade de aprender como rectificar um problema no seio da organização.

O que é o Benchmarking 

Assenta numa prática contínua e sistemática de pesquisa dos melhores métodos usados nos vários processos existentes nas organizações, especialmente nos que poderão proporcionar vantagens competitivas.

A medida e comparação não são um fim em si mesmo, mas um meio para atingir a excelência nos processos.

Para os japoneses esta filosofia não é nova, pois, de acordo com o conceito “dantotsu”, que significa lutar para ser o “melhor dos melhores”, a atitude de procurar, encontrar e superar os pontos fortes das empresas congéneres não é mais do que aquilo a que os ocidentais convencionaram chamar mais tarde Benchmarking.

Benchmarking está fortemente ligado a aprendizagem. Aprender com as melhores práticas dos outros, aprender quanto e como estabelecer metas e objectivos, com base nos líderes do sector.

O conceito surge na sequência da necessidade de recolher informações sobre como resolver determinados problemas na organização.

Benchmarking não se confina apenas a recolha de dados numéricos. Benchmarking visa o estabelecimento de metas a atingir, procurando assimilar os processos praticados pelas melhores empresas e superá-los.

O conceito proporciona uma forma eficaz de implementar melhorias, sem as desvantagens que têm processos de aprendizagem do tipo “tentativa-erro”. A empresa pode assim aplicar processos que outras empresas já demonstraram ser eficazes, concentrando-se pois em melhorá-los ou ajustá-los ao perfil da organização.

Daqui resultam ganhos de tempo significativos. Com a velocidade a que ocorrem hoje as mudanças, o tempo tornou-se um factor crítico de sucesso na melhoria e implementação de processos. Uma filosofia de Benchmarking na organização possibilita que se façam as coisas melhor e mais rapidamente.

O Benchmarking assume especial relevo nos EUA depois da Rank Xerox ter utilizado o conceito no final dos anos 70 para identificar e corrigir algumas desvantagens competitivas.

Outras empresas como a Ford, AT&T, Johnson & Johnson e Kodak aplicaram com sucesso o Benchmarking, passando este a ter cada vez mais adeptos no mundo empresarial.

 

 

Poderá ainda ter interesse em:

Tipos de Benchmarking

Implementação do Benchmarking

Virtudes e custos do Benchmarking

Definição de objectivos de Benchmarking

Autor Carlos Ascensão