Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

 

Saber mais sobre o Workshop SEO

Digital Drink Porto

Digital Drink Lisboa

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

COMO OBTER CLIENTES?


Aja com o próximo conforme a vontade do próximo.
Karl Albrecht

____________________________________________________________________
RESUMO:

Todas as empresas querem obter clientes, melhores clientes.
Todas as empresas querem fazer mais e melhores negócios.
Com a sua empresa não é nem um pouco diferente, não é mesmo?
O que você faz para melhorar a quantidade e qualidade da obtenção de clientes na sua empresa?
____________________________________________________________________

Prospecção de clientes (Lead Generation, ou simplesmente lead-gen) é um termo utilizado em marketing e vendas, para designar os vários processos de geração e criação de clientes potenciais.

Primeiramente vamos terminar com uma divisão que só faz sentido dentro das faculdades e nos bancos escolares: marketing e vendas não são campos de conhecimento diferentes, fazem parte do mesmo esforço que é fazer chegar a oferta certa da sua empresa ao cliente certo.

Marketing é o que se faz antes, durante e depois da compra do cliente, para que seja efetuada essa primeira compra – o foco é o cliente que compra, não o vendedor que vende (*) - , e que compras repetidas ocorram na seqüência.

(*) – Ler VENDEDOR OU FACILITADOR DE COMPRAS?

Não há linha divisória entre marketing e vendas, pois o próprio processo de compra e venda é um processo de marketing, ou de outra forma, o processo de marketing é um processo de facilitação da compra.

O objetivo do marketing é facilitar a compra para o cliente e fomentar a compra repetida. O objetivo da área de vendas é facilitar a compra para o cliente e fomentar vendas sucessivas.

Tem algum sentido, além de uma mera divisão acadêmica, separar, na sua empresa, o marketing das vendas? A nossa resposta é um sonoro NÃO!

No artigo anterior CONSULTORIA (IV): A Sua Máquina De Vendas, nós identificamos os diversos processos que transformam o seu cliente potencial em um cliente.

Estes processos têm semelhança a um funil, onde entram todos os seus clientes potenciais, todos aqueles que podem ter necessidade da sua oferta, resultando por fim, nos poucos clientes que fazem a sua primeira compra na sua empresa.

Pode surgir uma pergunta: como obter clientes potenciais? A resposta a esta pergunta pode ser obtida aqui:

RECEPTIVIDADE: o 3º dos 5Rs

Entre a entrada no funil dos clientes potenciais, e a saída desse mesmo funil, com os já clientes, há alguns processos que se desenvolvem.

O FUNIL

O conhecido funil do processo de compra e venda, apresentado na figura abaixo, transmite a idéia real de que há uma grande entrada de CLIENTES POTENCIAIS, mas saem somente uma quantidade menor de CLIENTES, que representam aqueles que efetivamente compram.

Dentro do funil há alguns processos que fazem com que o número de CLIENTES POTENCIAIS seja reduzido progressivamente.

Quais são estes processos? Esses processos existem e são nomeados e separados das mais diversas maneiras. O que eu uso e gosto está descrito abaixo:

O FUNIL


O Primeiro Processo: SEGMENTAÇÃO:

Segmentação: dentre todo o mercado possível você escolheu os seus mercados de atuação pela compatibilidade e alinhamento entre a sua especialização e as necessidades desses mercados, as oportunidades de negócios, de receita, de lucro e de risco.

Se você quiser saber mais, leia: SEGMENTAÇÃO DE MERCADO.

No processo de segmentação entraram os clientes potenciais e saíram os clientes alvo, como mostra a figura abaixo:

SEGMENTAÇÃO DE MERCADO.

O Segundo Processo: QUALIFICAÇÃO

Qualificação: neste processo você responde estas perguntas:
1. O cliente alvo tem a capacidade de pagar pela sua oferta?

2. O cliente alvo tem a oportunidade e disponibilidade imediata de pagar pela sua oferta?

3. O cliente alvo demonstrou, de alguma forma, receptividade, boa vontade ou interesse pelos seus serviços?


As perguntas não precisam ser feitas nesta ordem, e para que o cliente seja classificado como qualificado é necessário ter as 3 respostas positivas. A ocorrência de uma ou mais respostas negativas às perguntas acima fazem com que o cliente seja descartado, pelo menos no momento da resposta.

O Segundo Processo: QUALIFICAÇÃO


No processo de qualificação entram, os clientes alvo aprovados no processo de segmentação e saem somente os qualificados. Olha o funil reduzindo...

O Terceiro Processo: ATIVAÇÃO

ATIVAÇÃO: este é o processo de casar a necessidade específica do cliente com a sua oferta e as suas competências, ou as competências da sua empresa.


Este é o processo onde se verifica se os interesses e necessidades do cliente podem ser atendidos satisfatoriamente, na opinião do seu cliente. É o processo que se verifica se “dá liga ou não dá liga” o negócio.

O processo de ativação é aquele onde entram os clientes qualificados e saem os clientes-tentativa, pois é com estes que vamos verificar se dá para assinar o contrato ou efetuar a venda.

O Terceiro Processo: ATIVAÇÃO


O Quarto Processo: CONVERSÃO

CONVERSÃO: este é o processo conjunto de construção negociada de uma proposta com os aspectos da especificação do que deve ser entregue, quando, como, e em que condições, no tempo e no espaço, além dos aspectos financeiros, enfim, os compromissos de ambas as partes.


Findo este processo chegamos ao esperado SEU CLIENTE!

O Quarto Processo: CONVERSÃO


A rigor podemos considerar mais um processo, o processo de RELACIONAMENTO, no qual entram os clientes que fizeram a primeira compra, e saem os clientes para toda a vida, que são reconhecidamente aqueles que mais buscados no mercado, pois precisam ser cultivados por serem os mais rentáveis.

É interessante notar que cada um desses processos apresentados acima, apresenta perdas, razão porque se usa o temo funil.

A sua empresa deve ser uma máquina de vendas, afinal foi para isso que ela foi constituída – leia o artigo A SUA MÁQUINA DE VENDAS .

A sua máquina de vendas – a sua empresa - será tão produtiva quanto os processos acima descritos.

A produtividade da sua máquina de vendas, do seu processo de compra e venda, da sua empresa, no seu mercado de atuação, tem uma medida que deve ser acompanhada, e deve ser melhorada continuamente.

Quantos clientes potenciais entraram na sua máquina de vendas este mês?

Quantos clientes a sua máquina de vendas converteu este mês?

Quantos clientes fizeram a segunda compra da sua empresa neste mês?

Qual está sendo a produtividade da sua equipe de marketing e vendas?

Qual o percentual de conversão de clientes potenciais em clientes?

O número de clientes com mais de 5 compras está aumentando?

A participação % das compras dos clientes com mais de 5 compras está aumentando ou está diminuindo, em volume e em R$?

O que a sua equipe está fazendo para melhorar a produtividade do sistema como um todo?

A produtividade da sua empresa, da sua máquina de vendas pode e deve ser medido também por estes indicadores.

FAZER MELHOR COM MENOS

Fazer melhor com menos é um objetivo de toda e qualquer empresa.

A otimização da sua máquina de vendas, ao longo do tempo, é uma atividade que confere maior produtividade à sua empresa.

Se a sua empresa se propõe a aprender com o tempo, através da experiência, que tal um desafio abaixo:

- Imagine, a título de exemplo, que a cada 100 clientes potenciais a sua empresa está convertendo 10 em clientes: rendimento de 10%.

- Você propõe ao pessoal que trabalha na sua máquina um aumento do rendimento, diminuindo a boca de entrado do funil, mas aumentando a boca de saída, provocada por uma melhor seleção de clientes potenciais, que traga os seguintes resultados: a cada 80 clientes potenciais escolhidos obtêm-se 12 clientes: rendimento de 15%.


Isso significaria que a sua máquina de vendas aumentou a sua efetividade em 50%!

Qual é a sua melhor fonte de prospecção de clientes? Quais são os melhores nichos a serem atacados? Isso é um dado que só através do exercício diário, do acompanhamento e do histórico, sua empresa pode responder.

As referências – indicações de pessoas amigas, clientes, conhecidos, parentes, parceiros - são tidas como as melhores fontes de prospecção de clientes. Você os usa para obter indicações de novos clientes potenciais?

Você trabalha para aumentar a sua rede de contatos para obter mais e melhores referências?

Quais destes meios a sua empresa usa para fazer prospecção de clientes?

- jornais;
- revistas em geral;
- revistas especializadas;
- clubes de serviços;
- associações comerciais;
- federações de indústrias e comércios;
- catálogos;
- listas telefônicas;
- listas de empresas que ofertam prospecção prévia;
- participação em feiras setoriais;
- ida aos locais ou eventos onde clientes potenciais se reúnem;
- marcando presença em atividades que colocam a sua empresa em evidência para o seu público-alvo;
- fazendo varredura na Internet;
- usando e-mail marketing;
- enviando mala direta;
- marcando entrevistas pessoais;
- fazendo um primeiro contato por telefone;
- enviando cartas ou e-mails personalizados como primeira abordagem;
- etc.

 

 

Carlos Alberto de Faria
Merkatus
Ajudando nossos clientes a atrair clientes.
Page
copy protected against web site content
infringement by Copyscape