Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

 

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Analytics - A hora da verdade

Por Carlos Ascensão 

O meu site tem visitas? Quais as páginas mais visitadas? E porque são umas muito visitadas e outras pouco ou nada?

Analytics - A hora da verdade 

 
A avaliação do sucesso do nosso site é uma tarefa quase tão importante como as razões que nos levaram a fazê-lo.
 
Há muitas pessoas que incorrem no erro fatal de considerarem que, quanto mais visitantes tiverem os seus sites, mais sucesso este tem. Ou seja, mais eficaz ele é na divulgação dos seus projectos, sejam eles comerciais, pessoais, profissionais, etc.
 
Errado!
 
É muito mais acertado concentrarem-se no público qualificado, pois é este que potencialmente irá desencadear a acção que pretendemos que faça. Seja comprar, preencher um formulário, ler uma mensagem, etc.
 
Ora, para aquilatarmos a eficácia do desempenho do nosso site, é indispensável utilizarmos ferramentas adequadas.
 
As mais importantes são as soluções de análise da Web (estatísticas), usualmente designadas por Web Analytics ou Web Trackers.
 
Dentro dos serviços gratuitos disponíveis on-line, aqueles que considero melhores são o Google Analytics e o StatCounter.
 
Vejamos o Google Analytics.
 
 
 
 
Google Analytics é uma excelente aplicação oferecida pelo Google, que regista toda a actividade do site e não apenas a que provém do Google, como à partida se poderia pensar.
 
Para se activar este serviço basta colocarmos um pequeno código HTML e JavaScript dentro de todas as páginas que queremos que sejam rastreadas, depois de termos criado uma conta Google.


 

Generalidades

 
A interface da aplicação começa com um painel que nos permite uma visão geral bastante simples completa.
 
Para além da qualidade gráfica o painel pode ser customizado de acordo com as nossas preferências, bastando arrastar os módulos para onde se pretende.
 
 

 

Visitantes

 

O menu lateral é expansível e de fácil entendimento. As funcionalidades de análise sobre o visitante foram bastante melhoradas em relação à versão anterior.
 
Em princípio, todos nós diríamos que este deverá ser o indicador mais importante do desempenho do nosso site.
 
Uma das maneiras de agrupar os visitantes consiste na distinção entre os visitantes novos e os que regressaram.
 
Qualquer um destes indicadores fornece-nos pistas importantes. Se por um lado queremos que haja cada vez mais visitantes novos, por outro, queremos que eles regressem. Por isso há que prestar toda a atenção a estes indicadores.
 
Desde os tempos em que apenas podíamos dispor de contadores nas nossas páginas até às ferramentas que existem actualmente, vai uma distância como daqui à Lua. Não há meio de comunicação com tantas capacidades de análise e diagnóstico tão exactas.
 
O StatCounter ainda vai mais longe, indicando-nos resultados dos visitantes em tempo real e com um detalhe impressionante.
 
 
 

Profundidade da visita

 
Quantas páginas são visitadas durante uma visita? E qual a média de visitas? O meu site tem uma média de duas páginas visitadas ou de vinte? Como é fácil perceber este indicador fornece-nos informações implacáveis sobre a usabilidade, navegabilidade ou qualidade dos nossos conteúdos.
 
 
 

Duração da visita

 
Quanto tempo é que os nossos visitantes ficam no site? Se, por hipótese, mais de 50% ficarem entre 0 e 30 segundos isso pode significar que não estamos a direccionar bem os nossos esforços de promoção. Quero dizer com isto que estamos a ter poucos visitantes QUALIFICADOS. Então, há que rever a estratégia de promoção, no sentido de cativar mais “suspects” e “prospects” e menos “pinguins”.
 

Mas pode significar outra coisa: depois de sabermos em que página é que os visitantes “aterraram”, quantos segundos lá estiverem? Zero? Então há que rever essa página, pois aquele clique que levou o visitante a entrar, frustrou as suas expectativas.
 
 
 

Keywords

 
As Keywords que trazem as pessoas ao nosso site podem dizer-nos se nós lhes oferecemos aquilo por que elas andam à procura. E também se vêm ao site as pessoas que queremos que venham.
Podem também ajudar-nos na optimização on-page atrás abordada.
 
 
 

Fontes de tráfego

 
Os nossos visitantes vêm de motores de busca? De banners publicitários? De artigos nossos publicados noutros sites? Tudo isto é respondido aqui.
 
Que sites de referência (referrals) nos trouxeram mais tráfego qualificado?
 


A nossa publicidade on-line está a ter retorno?
 
 
 

Navegação

 
Quais são as principais “landing pages? Por que motivo entram por essas páginas e não por outras?
 
 
 

Páginas de saída

 

Este gráfico mostra-nos o número de saídas do site por página. Se constatarmos que há páginas que se destacam largamente das restantes, será conveniente revê-la ou ponderarmos se não se justificará mesmo a sua eliminação.

 

Poderá ainda ter interesse em:

Publicidade On-line – O que é o PPC?

Publicidade Online – Os 10 erros mais comuns em PPC

URL’s dinâmicas prejudicam o ranking do Google?

Declaração Oficial do Google: como obter bons rankings


Autor Carlos Ascensão