Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Por que motivo perceber o nosso tráfego na web é importante para o nosso negócio?

Por Carlos Ascensão 

Web Analytics é o estudo da nossa experiência online, com vista a melhorá-la. Na prática é como se fosse o nosso painel de instrumentos.

Para que a divulgação do nosso negócio seja eficaz no canal Web é necessário refinar e optimizar continuamente a nossa estratégia de webmarketing, designadamente a navegabilidade do site e o conteúdo das páginas. Um baixo desempenho do nosso site prejudicará o retorno do investimento e pode provocar sérios danos à nossa marca.

Por que motivo perceber o nosso tráfego na web é importante para o nosso negócio?

 
As ferramentas de analytics proporcionam a informação sobre o que está a acontecer no site e disponibilizam dados concretos sobre os respectivos efeitos.
 
É importante referir contudo, que analytics são meios, e não fins em si mesmo. Por exemplo, não nos podem dizer por que motivo os visitantes se comportam de determinada maneira ou que melhoramentos devemos fazer. Mas podem seguramente dar-nos os dados para tirarmos essas e outras ilações.
 
Para aqueles que começaram recentemente a utilizar os dados de analytics, é possível desde logo recolherem as seguintes métricas de desempenho:
 
  • O número de visitantes;
  • A taxa de conversão (vendas, registos, downloads, etc.);
  • As páginas mais visitadas;
  • O tempo médio de visita;
  • O número de visitantes novos e visitantes habituais;
  • O profundidade da visita e a sua variação em função da proveniência (referrals);
  • A distribuição geográfica dos visitantes e línguas utilizadas;
  • A atractividade das nossas páginas em função do seu tempo médio de visita;
Estas métricas permitem-nos identificar, pelo menos, o nosso grau conhecimento e os objectivos que queremos atingir.
 
Com a prática chegaremos a um ponto em que nos colocaremos as seguintes questões:
  • Qual é o valor dum visitante?
  • Qual é o valor duma página?
  • Qual a variação do ROI entre visitantes novos visitantes regulares?
  • Como é que a taxa de abandono varia em função duma dada página visitada ou dum site de referência?
  • Como é que o meu site se relaciona com os visitantes?
 
Decisões que as ferramentas de analytics nos podem ajudar a tomar.
 
Conhecimento sem acção é inútil. O objectivo do analytics é adquirirmos o conhecimento a partir do qual podemos tomar decisões conscientes sobre mudanças a implementar na nossa estratégia de webmarketing.
Com base nas métricas obtidas podemos efectuar ajustamentos a todo o tempo, com vista a melhorarmos os seguintes aspectos:
  • Aquisição de visitantes;
  • Análise de desempenho;
  • Análise de tendências;
  • Novos testes para implementar no quadro dum processo de melhoria contínua;
 
As decisões que o analytics pode ajudar a tomar variam muito de caso para caso.
 

Por exemplo, podemos actuar com base no impacto que têm os visitantes provenientes dum determinado blogue, ou que canais de obtenção tráfego funcionam melhor em função de determinada oferta, ou se os visitantes estrangeiros não seriam melhor servidos com conteúdos mais localizados.

Autor Carlos Ascensão