Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

Saber mais sobre o Workshop SEO

3º Digital Drink Porto

7º Digital Drink Lisboa

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Usabilidade e Navegabilidade

Por Carlos Ascensão 

Quando falamos em Webmarketing temos que ter sempre presente que no centro está o cliente; o usuário; o visitante; o utente; ou como lhe queiramos chamar. Não estamos nós, nem o “técnico” (que por acaso é nosso sobrinho e sempre teve jeito para estas coisas[1]), que agricultou as nossas páginas com “pirotecnia” que leva uma eternidade a carregar ou efeitos sonoros para todos os gostos e que não se sabe onde é que se desligam.

Usabilidade e Navegabilidade 

 
Vem isto a propósito porque ao longo deste portal são abordadas algumas questões, umas com cariz técnico e outras mais filosóficas, com vista a tentarmos maximizar o investimento neste poderoso canal que é a Internet.
Mas não há nem técnica nem filosofia que valham a sites cuja página de entrada (Home) não acrescenta qualquer valor, excepto para o seu autor…
 

 
Ou sem sistemas de navegação

 
Ou sem qualquer cultura estética e funcional.

 

Usabilidade

 Usabilidade
A usabilidade consiste na arquitectura da informação concebida e estruturada PARA e POR CAUSA do usuário. O usuário é o centro de tudo. Há autores que falam em “pirâmide invertida”, estando na sua base os técnicos e no topo os utilizadores.
 
Duma maneira ou doutra, usabilidade aqui rima com facilidade, acessibilidade e funcionalidade.
 
O papel dos gestores é refrear a visão “tecnocêntrica” em detrimento do foco no utilizador. É refrear o foco nos processos, preferindo o foco no cliente.
 
Uma das manifestações da usabilidade é a navegabilidade. Vejamos em que consiste.
 

Navegabilidade

A navegabilidade traduz-se na facilidade proporcionada ao utilizador na sua visita ao longo da informação e das páginas do site. O lema aqui é: menos cliques e informações necessárias sempre à mão e numa sequência lógica.
Isto na prática traduz-se em quê?
 
  1. Todas as páginas do site deverão ter um menu sempre visível e de preferência no mesmo sítio.
  2. Todas as páginas deverão ter maneira fácil de aceder à página principal (Home).
  3. Nunca fazer páginas tipo “beco sem saída”, só navegáveis com os botões “atrás” ou “adiante” do browser.
  4. Se um site tiver secções temáticas de grande dimensão deverá considerar-se a colocação dum menu adicional.
  5. Na dúvida sobre questões de navegabilidade adopte a seguinte regra: nenhuma zona do site poderá ser acessível com mais do que 3 cliques.

[1] É impressionante a quantidade de vezes com que já me deparei com empresários cujos sites foram feitos pelo «sobrinho». Às vezes dou comigo a perguntar:
— Mas… será sempre o mesmo? Será que todos os sites foram feitos pelo Nelinho?.
Autor Carlos Ascensão