Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

 

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Bom e mau web design


Com a crescente facilidade de criar páginas na web e a emergência de novas tecnologias, as regras básicas do bom web design têm vindo a ser progressivamente esquecidas. Actualmente, muitas pessoas criam conteúdos na web através de um processo de tentativa/erro que termina quando um determinado browser apresenta a página de uma forma que parece agradável ao autor.

A própria expressão "Web design" como designação da tarefa de criar conteúdos para a web é enganosa porque dá um ênfase quase exclusivo ao aspecto gráfico da página. A principal função e a razão do sucesso da web é que esta é uma fonte de informação extraordinária. Logo, o processo de criar conteúdos web deverá focar-se principalmente na publicação e comunicação de informação e não na criatividade do design das páginas. Uma boa página deverá ser estéticamente agradável mas este aspecto nunca deverá por em causa a visibilidade da informação publicada.

É muito frequente encontrarmos páginas em que textos são apresentados como imagens para que se consiga atingir um determinado efeito gráfico. Este constitui um erro crasso em web design porque estes textos serão invisíveis para os motores de busca e outras ferramentas que processem dados web automaticamente, como por exemplo, ferramentas de leitura para invisuais. O web designer poderá ficar satisfeito com o seu trabalho e o cliente também. Mas apenas a curto prazo. A longo prazo a compra do site relevar-se-á um mau investimento, porque inexplicavelmente este não recebe visitas embora disponibilize conteúdos muito interessantes.

Um teste simples para verificar se o texto de uma página é visivel para os motores de busca é tentar seleccioná-lo e copiá-lo para um editor de texto (ex. NotePad). Se esta cópia não for feita correctamente, então o texto é invisivel para os motores de busca.

Um web designer deverá ser capaz de escolher as tecnologias mais adequadas para publicar cada tipo de informação e nunca as que domina melhor ou que considera resultarem num efeito estético mais gratificante. Um texto deverá ser publicado usando um formato textual como HTML, uma imagem deverá usar um formato como GIF ou JPEG, uma animação poderá usar Flash. Regra geral, usar qualquer tipo de formato diferente de HTML para publicar um texto irá reduzir a visibilidade da sua página.

A web não é um cartaz ou uma revista, por isso todos conceitos aprendidos anteriormente sobre design deverão ser postos em causa antes de serem aplicados na web. As palavras não são manchas de côr, são informação que será processada. Não é preciso captar a atenção de uma pessoa em movimento, ela já está atenta ao monitor. As cores fortes não cativam o utilizador da web, cansam-no porque antes da sua página ele já viu muitas.

Na web a competição está apenas a um clique de distância e os utilizadores ao sentirem-se frustrados por não encontrarem a informação que desejam, abandonam rapidamente uma página e visitam outra. Muitas vezes a escolha é feita apenas através da análise dos excertos fornecidos pelos motores de busca. Um utilizador quando visita uma página pretende encontrar a informação com o mínimo de esforço possível

A Technorealm apresenta soluções para alguns problemas comuns de web design. Jakob Nielsen apresenta uma lista dos 10 erros mais frequentes em web design e na gestão de sites. Concordo quando o autor diz que necessitamos de voltar às bases do web design. Tem-se falado muito sobre as novas funcionalidades da Web 2.0, mas na realidade, os utilizadores não se interessam por novas tecnologias, nem novas funcionalidades nas páginas. Eles necessitam de melhorias básicas na qualidade dos conteúdos, tais como:

  • Texto legível;
  • Informação que responda às suas questões;
  • Navegação e pesquisas que facilitem a busca de informação;
  • Páginas de qualidade: actualizadas, sem erros e sem links quebrados.

Em suma, o mesmo que necessitavam no inicio dos anos 90.

Esta é a nossa lista dos erros que mais prejudicam a visibilidade de uma página

 

Poderá ainda ter interesse em:

Erros em web design

A importância do grafismo em web design

Porque é que as tabelas para formatação são desaconselhadas em web design?

 

Daniel Gomes
Visibilidade.net, divulgação na web
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape