Webmarketing

3 erros dos empreendedores ao investir em marketing digital

O principal erro que as pequenas empresas cometem é justamente ir atrás e tentar replicar as estratégias das grandes corporações. A palavra-chave em marketing d...

Como encontrar emprego nas redes sociais

Procurar emprego é um trabalho a tempo inteiro e as redes sociais tornam as oportunidades mais reais.” "Há muitas oportunidades de emprego que exigem uma presen...

Getty Images disponibiliza 35 Milhões de Fotografias

Getty Images, acabou de disponibilizar 35 milhões de imagens para serem utilizadas gratuitamente, com o intuito de lutar contra a indevida utilização das suas i...

Google revela características essenciais para se ser contratado pela empresa

Numa entrevista recente dada ao New York Times, o chefe dos recursos humanos da Google, Laszlo Bock revelou as cinco características essenciais que uma pessoa d...

GooCvs, o "Google" para currículos

Chama-se GooCvs e é um motor de busca grátis que possibilita a ligação entre empresários e utilizadores, através da colocação online dos currículos de novos tal...
Page:   of 22 

 

Introdução ao Modelo de Dados Relacional


1. Introdução às Bases de Dados Relacionais

1.2 Definição de Base de Dados Relacional

O termo base de dados está intimamente associado à noção de "uma colecção de informação". De um ponto de vista mais teórico pode-se afirmar que uma base de dados é um conjunto estruturado de informação. Uma base de dados é uma colecção de dados formalmente definida, informatizada, partilhável e sujeita a um controlo central.

Uma base de dados é uma colecção de dados inter-relacionados com múltiplas utilizações. Uma base de dados relacional (daqui para diante a expressão base de dados é usada como sinónimo de base de dados relacional) é um sistema de gestão de informação relativamente complexo.

Dado que a base de dados é a componente central do sistema, uma boa técnica de desenho é crucial para a eficácia do sistema.

Se a função duma base de dados fosse simplesmente a de armazenar dados, a sua organização seria relativamente simples. A complexidade estrutural das bases de dados resulta do facto de que ela deve também mostrar as relações que existem entre os dados.

Uma base de dados é composta por um conjunto de tabelas e associações entre as tabelas. A associação entre os dados é o ponto forte dos sistemas relacionais. As tabelas são formadas por linhas e colunas onde figuram os dados. Numa base de dados relacional os dados estão todos representados como valores nas colunas das tabelas.

Neste tipo de aplicação os dados e os programas estão completamente separados. Já o mesmo não se passa, por exemplo, nas folhas de cálculo em que os dados e procedimentos estão frequentemente misturados.

Uma vantagem importante da tabela resulta do facto duma tabela poder ter mais do que uma finalidade e dos seus dados poderem ser vistos com diferentes formas e formatos, ao contrário de um ficheiro.

Os sistemas de gestão de bases de dados relacionais (SGBDR) são aplicações informáticas complexas, mas essenciais em muitas áreas científicas, nomeadamente em Agronomia, onde grandes quantidades de informação necessitam de ser combinadas ou exploradas, de diversas formas nem todas fáceis de prever.

Apanhe o Elevador Webmarketing

Carlos P. Caldeira 
Universidade de Évora
COPYSCAPE

 

Livro Google Marketing

Menu Temático

Ferramentas de Webmarketing