Webmarketing

200 Ferramentas Top para Marketing Digital

Neste artigo são apresentadas 200 ferramentas recomendadas para Marketing Digital.

Google faz a seleção dos mais populares no Mundial

A Google divulgou a sua seleção dos melhores jogadores do Mundial 2014, até à primeira frase. A escolha dos atletas leva em consideração o ranking dos mais proc...

Marketing Digital quer especialistas

É uma das áreas emergentes e precisa de profissionais especializados. Um estudo do IPAM – The Marketing School, revela que a área do Marketing Digital está em c...

10 dicas para ser mestre de pesquisa no Google

Nem todos os utilizadores sabem como aproveitar o motor de busca da Google em pleno. Há pequenos detalhes que podem tornar a pesquisa mais eficaz e ferramentas ...

Página da NOS no Facebook: falta de ética ou polémica exagerada?

A marca que sucedeu à Zon Optimus viu-se envolvida numa nova vaga de acusações, desta vez por ter transferido de forma automática os Gostos das páginas das anti...
Page:   of 23 

 

PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Introdução ao Modelo de Dados Relacional


1. Introdução às Bases de Dados Relacionais

1.5 Desenvolvimento de Bases de Dados

1.5.1 Conceptualização de Modelos de Dados

Uma base de dados é um modelo das necessidades em informação do utilizador final, i.e., do sistema real.

Por forma a atingir esse objectivo, torna-se imprescindível a construção de um modelo de dados onde serão explicitamente referidos todos os temas e sua estrutura, incluindo as relações existentes entre eles.

Os modelos de dados não se referem apenas a dados. São eles próprios feitos de dados. Da mesma forma que o modelo de um tractor pode ser metálico, tal como o seu original, assim também um modelo de dados é constituído por dados.

O desenvolvimento do modelo conceptual é, sem dúvida, o passo mais importante na criação de uma base de dados relacional. Este passo deve ser sempre a primeira etapa do projecto.

As duas propriedades mais importantes a que o esquema conceptual deve obedecer são as seguintes:

1. Simplicidade
Simplicidade compreende a facilidade de se deixar compreender e manipular, devendo obedecer a algumas condições:

• O número de objectos básicos deve ser pequeno.
O esquema conceptual deve ser construído com recurso a somente meia dúzia de conceitos e objectos.

• Não se devem misturar nem agrupar os conceitos.
Para que um conceito seja claro não deve ser utilizado para aglutinar outros objectos ou conceitos.

• A redundância deve ser sempre eficazmente controlada.
Não deve ser permitido que o mesmo facto seja mencionado em dois ou mais lugares. Um facto representa a associação entre uma entidade e alguma das suas propriedades. Por exemplo, a associação entre a batata-semente e o seu preço numa certa data.

2. Base Teórica
Dada a importância deste nível conceptual, é essencial que ele tenha como suporte um conjunto sólido de conceitos.

A abordagem relacional satisfaz globalmente todos esses requisitos.

• Toda a informação é representada por um só conceito, a relação. A relação é um conceito familiar ao utilizador - há várias centenas (talvez milhares) de anos que as pessoas utilizam tabelas. A relação é um conceito sólido facilmente manipulável.

• A teoria da normalização (conjunto de normas associadas ao modelo relacional) garante que um mesmo facto não apareça em mais de um sítio.

O desenvolvimento de uma base de dados é uma tarefa complexa, dado que não existe um único grupo de especificações1, mas vários conjuntos que se sobrepõem uns aos outros.

A Figura 1-2 mostra uma descrição simplificada do processo de desenho de uma base de dados. O primeiro passo centra-se na recolha e análise das especificações. Para isso, a equipa de desenvolvimento conduzirá uma série de entrevistas aos utilizadores, e procurará reunir toda a documentação existente sobre as actividades em estudo.



Figura 1-2: Processo de desenho duma base de dados.

Depois da análise das especificações, o passo seguinte é na direcção da criação de um esquema conceptual da futura base de dados. Este esquema será estabelecido através de um modelo de dados conceptual de alto nível. O esquema conceptual é uma descrição rigorosa das necessidades (em dados e informação) dos utilizadores.

A última etapa consiste na construção física da base de dados através de um sistema de gestão de base de dados.

1 Aquilo que o utilizador final pretende que a base de dados faça.

Apanhe o Elevador Webmarketing


Carlos P. Caldeira 
Universidade de Évora
COPYSCAPE

Menu Temático